40 países proíbem testes em animais; projeto de Rafafá pretende incluir Brasil neste grupo – André Gomes
Siga nas redes sociais

Política

40 países proíbem testes em animais; projeto de Rafafá pretende incluir Brasil neste grupo

Quarenta países possuem legislação que proíbe testes em animais. O Brasil iniciou debates sobre o tema, mas nada foi concretizado até agora. No Dia Mundial dos Animais (4), o suplente de deputado federal, Rafafá (PSDB), destaca o projeto de lei 2031/2021, de sua autoria, que proíbe a utilização de animal em experimento científico quando houver metodologia alternativa e determina produto comercial cujo desenvolvimento fizer uso de experimento com animal deve oferecer essa informação ao consumidor no seu rótulo.

A matéria estabelece determina também que o animal utilizado em experimento que lhe possa causar sofrimento físico deve ser adequadamente sedado e proíbe a utilização de um bichinho em mais de um procedimento experimental. Não cumprir as normas estabelecidas pela propositura configura maus-tratos a animais, sujeitando o infrator a penalidades estabelecidas pela lei de proteção dos animais.

“Já temos muitas alternativas para substituir o teste em animais e com a evolução que temos hoje na ciência e na indústria de cosméticos e medicamentos, não podemos mais admitir tanta dor e sofrimento para os animais. Os animais possuem consciência e memória e são capazes de sofrer, sentir dor, ter medo e lutar tenazmente pela vida. Não se pode ignorar que muitos experimentos continuam sendo mal planejados e conduzidos, produzindo sofrimento inútil”, destacou o parlamentar.

Rafafá também afirma que o projeto também tem a missão de assegurar ao consumidor o direito de ser informado se o produto adquirido foi desenvolvido fazendo uso de algum experimento com animais. “A medida deve estimular as empresas a substituírem o uso de animais no desenvolvimento dos seus produtos sempre que houver método de pesquisa e desenvolvimento alternativo. Utilizar produtos que não testam em animais vem sendo uma preocupação crescente do consumidor”, disse.

Salve Ralph

A preocupação da população com testes em animais vem crescendo. As pesquisas com termos como “marcas que testam em animais”, “cruelty-free” e “testes em animais” chegou a crescer 9.900% no inicio deste ano. As buscas ocorreram no período de lançamento da animação “Salve Ralph”. O curta-metragem conta a história do coelho Ralph utilizado em testes para produtos de beleza ou farmacológicos em geral. Já na abertura, o narrador conversa com o bicho sobre os efeitos que os testes já causaram a seu corpo. Ele começa o filme cego de um olho, surdo e enfaixada, e com queimaduras pelo corpo que, segundo a narração, só doem quando ele respira.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Publicidade
Publicidade

Notícias relacionadas

Política

A Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) seguiu a recomendação da Confederação Nacional de Municípios (CNM) e está convocando os gestores paraibanos...

Política

O governador João Azevêdo (PSB) disse nesta segunda-feira (27) que o nome de Lucas Ribeiro, vice-prefeito de Campina Grande, é bom para composição da...

Política

O Progressistas deve fazer a indicação do nome do vice-prefeito de Campina Grande, Lucas Ribeiro, para a vaga de vice-governador na chapa de reeleição...

Política

No Brasil, aproximadamente 28 mil crianças nascem com problemas cardíacos, segundo a Sociedade Brasileira de Cardiopatia. Na Paraíba, o Diário Oficial do Estado (DOE)...

Copyright © 2020 js freelas.