Annelise Meneguesso tem chapa deferida na disputa para conselheira do Conselho Federal de Medicina – André Gomes
Siga nas redes sociais

Cotidiano

Annelise Meneguesso tem chapa deferida na disputa para conselheira do Conselho Federal de Medicina

As médicas Annelise Meneguesso e Vanessa Rolim tiveram a chapa “Um CFM para Todos” deferida e irão concorrer a vaga de conselheiras do Conselho Federal de Medicina (CFM) pela Paraíba. As eleições serão online e estão marcadas para os dias 6 e 7 de agosto, das 8h às 20h. Cada estado da Federação e o Distrito Federal deverão eleger um conselheiro federal efetivo e um conselheiro federal suplente para CFM.

“O nosso maior objetivo era realmente proporcionar aos médicos paraibanos duas conselheiras que fossem para todos os médicos, representantes do Conselho Federal de Medicina para toda a classe médica do estado, independente de ideologia, independente de partidarismo, independente de lados. O nosso sentimento é de lutar a favor das causas sem perseguição. Nós abominamos qualquer forma de perseguição política ideológica partidária e também qualquer forma de misoginia”, destacou Annelise.

Annelise tem um trabalho atuante como conselheira suplente do estado da Paraíba e agora vai disputar as eleições como titular. “Quem não conhece o meu trabalho pode me acompanhar nas redes sociais e ver toda a minha luta em prol da causa do médico de forma imparcial. Minha posição no Conselho Federal de Medicina sempre esteve acima de qualquer ideologia ou de partidarismo. Tanto é que eu frequento os gabinetes de Cabo Gilberto do PL, assim como o gabinete do deputado Luís Couto do PT. Eu tenho um bom relacionamento com todas as pessoas porque a minha luta é em prol da causa médica”, afirmou.

Já a suplente na chapa, a médica otorrinolaringologista, Vanessa Rolim, tem atuação no Sertão do estado. Ela é membro da Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia, com notável atuação em nível nacional.

Eleição

Votarão os médicos ativos que estiveram com seus dados cadastrais atualizados e em situação regular junto ao seu Conselho Regional, quanto a débitos de qualquer natureza, até 30 de julho de 2024.

Cada estado e o Distrito Federal elegerão dois conselheiros federais (um titular e um suplente), totalizando 54 conselheiros. Além deles, se juntarão ao grupo dois nomes indicados pela Associação Médica Brasileira (AMB). Poderão votar todos os médicos que estejam com o cadastro atualizado e não tenham débitos ou pendências administrativas com o seu Conselho Regional de Medicina (CRM), com exceção daqueles que atuem exclusivamente no serviço militar.

O colégio eleitoral será gerado no dia 30 de julho. Na eleição para os CRMs, em 2023, mais de 417 mil médicos votaram, o que corresponde a 77,6% do total de médicos inscritos nos Conselhos de Medicina naquele momento. Esse índice de participação foi bem maior do que o percentual de 53% registrado na eleição de 2018.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + um =

Publicidade
Publicidade

Notícias relacionadas

Cotidiano

A Comissão Nacional Eleitoral do Conselho Federal de Medicina suspendeu por 18 dias a campanha da Chapa 1, “Representatividade, Ética e Transparência”, encabeçada pelo...

Cotidiano

O Sistema Nacional de Emprego da Paraíba (Sine-PB) oferta, a partir desta segunda-feira (15), 533 vagas de emprego, em 10 municípios paraibanos. Em João...

Cotidiano

A médica Annelise Meneguesso, candidata a conselheira titular do Conselho Federal de Medicina (CFM) pela Paraíba, participou do podcast do Sindicato dos Médicos (Simed-PB)...

Cotidiano

A advogada especialista em direito tributário, Sheila Sodré, participou do lançamento do livro ‘Nós, o Reencontro’ no Centro Cultural Ariano Suassuna, do Tribunal de...

Copyright © 2023 Feito com JS Dev.