Calvário na ‘Origem’ prende Edvaldo Rosas ex-braço direito de Ricardo Coutinho – André Gomes
Siga nas redes sociais

Política

Calvário na ‘Origem’ prende Edvaldo Rosas ex-braço direito de Ricardo Coutinho

O ex-secretário Chefe de Governo, Edvaldo Rosas, e o irmão do ex-governador Ricardo Coutinho, Coriolano Coutinho, foram presos no início da manhã desta quinta-feira (4) na 11ª e 12ª fases da Operação Calvário que investiga a contratação ilícita de empresas e pagamento de vantagens indevidas a empresários e agentes públicos. Também foi preso o empresário Pietro Harley acusado de ser o operador do esquema fraudulento.

Lembrando que Coriolano Coutinho já estava preso  por descumprimento de medidas cautelares impostas durante a sétima fase da Operação Calvário, a Juízo Final.

O trabalho é realizado pela Controladoria Heral da União (CGU) em parceria com os Grupos de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (GAECO) de vários Ministérios Públicos (MPF, MPPB, MPDFT, MPSC e MPSP), o Tribunal de Contas do Estado (TCE/PB), a Receita Estadual e as Polícias Civil (PCPB) e Militar (PMPB). O objetivo é dar continuidade às investigações acerca da contratação fraudulenta de empresas, com recursos federais, para o fornecimento de material didático (livros).

Investigação

A Operação Calvário, deflagrada pela primeira vez em dezembro de 2018, busca investigar a atuação de uma organização criminosa instalada no Governo do Estado e em prefeituras da Paraíba, desde o exercício de 2010, composta por organizações sociais, empresas comerciais e agentes públicos e políticos. O grupo obtinha, por meio de contratações fraudulentas, vultosos recebimentos de propinas para se manter no poder.

Nestas 11ª e 12ª fases da Operação Calvário, o escopo são os contratos para aquisição de material didático (livros), por parte das Secretarias de Educação do Estado, no ano de 2014, e do município de João Pessoa, no ano de 2013, nos valores de R$ 4,5 milhões e R$ 1,5 milhão, respectivamente. O prejuízo estimado ao erário é da ordem de R$ 2,3 milhões, em razão do pagamento de vantagens indevidas a agentes públicos e políticos.

Impacto social

As irregularidades praticadas pela organização criminosa impactaram fortemente a qualidade do ensino público prestado à população do estado da Paraíba que, por exemplo, no ano de 2019 registrou 969.806 matrículas de educação básica, conforme Censo Escolar.

Diligências

A Operação Calvário – A Origem consiste no cumprimento de 3 mandados de prisão preventiva e 28 de busca e apreensão nas cidades de João Pessoa (PB), Cabedelo (PB), Campina Grande (PB), Taperoá (PB), Brasília (DF), Florianópolis (SC) e São Paulo (SP). O trabalho conta com a participação de 10 auditores da CGU, policiais civis e militares, promotores de Justiça dos Ministérios Públicos da PB, DF, SC e SP, além de servidores dos GAECO, do TCE/PB e da Secretaria Estadual da Fazenda.

Os investigados podem responder pelos crimes de corrupção ativa e passiva, ocultação patrimonial e lavagem de dinheiro.

A CGU, por meio da Ouvidoria-Geral da União (OGU), mantém o canal Fala.BR para o recebimento de denúncias. Quem tiver informações sobre estas operações ou sobre quaisquer outras irregularidades, pode enviá-las por meio de formulário eletrônico. A denúncia pode ser anônima, para isso, basta escolher a opção “Não identificado”.

1 Comentário

1 Comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Notícias relacionadas

Política

Em postagem feita agora há pouco no Twitter, o governador João Azevêdo (Cidadania) afirma ser falsa a informação de que as estradas durante o...

Política

A Paraíba recebeu neste domingo (20) mais 129.250 doses da vacina Astrazeneca que serão distribuídas com os 223 municípios para avanço no processo de...

Política

Os animais de estimação estão presentes em uma quantidade considerável de lares brasileiros. De acordo com dados da Pesquisa Nacional de Saúde do Instituto...

Política

O prefeito de Cajazeiras, José Aldemir, continua internado na UTI do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, com o mesmo protocolo terapêutico recomendado pelo...

Copyright © 2020 js freelas.