Compra de coelhos na Páscoa pode levar a abandono, maus-tratos e morte; CRMV-PB faz alerta – André Gomes
Siga nas redes sociais

Cotidiano

Compra de coelhos na Páscoa pode levar a abandono, maus-tratos e morte; CRMV-PB faz alerta

Pequeno, peludo, de orelhas grandes e olhos meigos, o coelho faz parte do imaginário das crianças durante a Páscoa, quando sua imagem estampa campanhas e produtos como quitutes e ovos de chocolate. Mas, a simbologia e apelo comercial podem gerar um aumento na procura pelos animais e terminar em abandono, maus-tratos, desassistência e até morte. O Conselho Regional de Medicina Veterinária da Paraíba (CRMV-PB) alerta, sobretudo aos pais, que coelhos não são brinquedos, nem presentes para crianças nessa data comemorativa.

“Na Páscoa, podemos presentear filhos, amigos e familiares com chocolate, pelúcias, objetos que remetam à data ou expressem carinho, mas comprar um animal sem critério pode trazer consequências negativas e gerar sofrimento ao pet”,  ressalta o médico-veterinário José Cecílio, que é presidente do CRMV-PB.

Um levantamento feito pela ONG Adote um Orelhudo mostrou que, cerca de 60 a 70 dias após a Páscoa, cerca de 40% dos coelhos adquiridos nessa época são abandonados. Deixados em praças, parques ou lugares desertos, eles ficam suscetíveis a ataques de outros animais, doenças, acidentes e podem morrer de fome e desidratação.

Cecílio destaca que, como qualquer outro pet, o coelho requer atenção e cuidados especiais, devendo ser adquirido quando as pessoas realmente estiverem dispostas a fazer ajustes na rotina para receber o animal. Entre as medidas necessárias, estão a adequação do ambiente, com instalações amplas e adaptadas para que ele se exercite; visita regular a um médico-veterinário; acesso a jardins ou espaços abertos onde possam cavar e ter contato com a natureza.

“Levados pela data, propagandas e pedido dos filhos, muitos pais podem se sentir tentados a adotar ou adquirir um coelhinho, mas isso precisa passar por uma avaliação bem mais detalhada, e se for o caso, uma conversa com um profissional da medicina veterinária que possa orientar de forma clara”, pontua.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze + 15 =

Publicidade
Publicidade

Notícias relacionadas

Cotidiano

Neste Abril Laranja, mês dedicado à prevenção da crueldade contra animais, o Conselho Regional de Medicina Veterinária da Paraíba (CRMV-PB) e a Associação Brasileira...

Cotidiano

Beijo é demonstração de afeto. Pode ser sinal de carinho e amizade, quando dado na bochecha, mas também de amor e paixão, quando são...

Cotidiano

Considerada uma das refeições mais importantes do dia, o café da manhã não é priorizado por todos: um estudo feito por pesquisadores da Universidade...

Cotidiano

A Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas (Abracrim) celebrou esta semana o centenário de Geraldo Gomes Beltrão, um paraibano de destaque que atuou como advogado...

Copyright © 2023 Feito com JS Dev.