Gatos viraram queridinhos dos brasileiros; confira mitos e verdade sobre os felinos – André Gomes
Siga nas redes sociais

Cotidiano

Gatos viraram queridinhos dos brasileiros; confira mitos e verdade sobre os felinos

Brincalhões, curiosos, teimosos, amigáveis e fofinhos, os gatos vêm conquistando o coração dos brasileiros e já figuram em terceiro lugar no ranking de pets com 27,1 milhões (cães estão em primeiro e aves canoras em segundo), conforme o Censo Pet IPB, levantamento realizado pelo Instituto Pet Brasil. Em um ano, o número de felinos nas residências cresceu 6%, superando o de cães que foi de 4%.

No Dia Mundial do Gato, comemorado neste sábado (17), o Conselho Regional de Medicina Veterinária da Paraíba (CRMV-PB)  reforça a necessidade dos cuidados com estes animais e alerta que estes pets devem ficar seguros dentro das casas, evitando maus-tratos e doenças.

A médica-veterinária Ludmila Costa, pós-graduada em Clínica Médica de Pequenos Animais, explica que os gatos são bem diferentes dos cães tanto na questão da fisiologia quanto no comportamento. “Os gatos são mais sensíveis a alguns medicamentos, alimentos e, principalmente, ao estresse. Além disso, foram domesticados a menos tempo que os cães, por isso, o manejo precisa ser mais gentil e paciente”, disse.

Para manter a saúde desses felinos é preciso garantir que o animal se alimente com qualidade, beba água, esteja vacinado e tenha enriquecimento ambiental, o que contribui muito para a manutenção da saúde do gato.

“Também é recomendado que leve, pelo menos uma vez ao ano, o animal para um check-up para garantir que está tudo bem. Porque muitas vezes eles adoecem sem apresentar sinais clínicos visíveis aos tutores e quando apresentam, o quadro já está mais avançado”, orientou.

Problemas urinários – Os gatos têm tendência a problemas urinários, já que uma de suas características é a pouca ingestão de água. Por isso, é importante a oferta de água em vários locais espalhados pela casa.

A veterinária listou alguns mitos e verdades sobre os felinos; confira:

Gatos odeiam água?

Mito! Tudo vai depender de como ele foi adaptado ao contato com a água e do temperamento do animal.

Não podem tomar banho?

Meio mito e meio verdade. Os gatos se limpam com a língua, fazendo o próprio ‘grooming’. Na saliva desses animais existe inclusive uma enzima que ajuda na higienização do pêlo.

Eles também se reconhecem e reconhecem outros indivíduos pelo cheiro. Por isso, dar banho despersonaliza o animal.

Por outro lado, quando o animal está doente ou vem de um local sem histórico, ele precisa de ajuda para se limpar. Essa limpeza pode ser feita com banho seco ou lenços umedecidos.

O banho com água e shampoo deve ser evitado ao máximo.

Gatos precisam dar voltinhas na rua? 

Mito. A rua oferece mais riscos que benefícios. Se o animal vive em um ambiente que ele possa brincar, tenha comida, água e caixa de areia disponíveis, dificilmente vai ter a necessidade de ir para a rua.

O importante é que o gato não fique entediado e tenha locais que sejam seu território.

Esporotricose e toxoplasmose são doenças do gato?
Mito. Não existe doença de gato. Existe apenas doença.

O preconceito contra os felinos vem de séculos atrás. Eles já foram associados a feitiçaria, bruxaria e todos os males de crenças diversas. Com as doenças não foi diferente.

Os gatos, assim como os humanos, são hospedeiros dessas patologias e ambas são tratáveis.

Gatos podem tomar leite? 

Mito. Mesmo quando o desmame é feito de forma precoce, não se deve oferecer leite bovino ao gato. Nesses casos, existem leites específicos para pets.

A maioria dos gatos é intolerante à lactose, podendo causar alergia, diarréia e vômitos.

Gato quando castrado fica obeso?

Mito. A castração não está diretamente ligada à obesidade.

Acontece que quando o animal é castrado, ele muda alguns hábitos. Entre eles o de sair para achar um parceiro. Então, naturalmente, ficam menos ativos e não recebem estímulo para se exercitar. Por isso, ficam obesos.

Ronronar depois de comer ou de receber carinho é sinal de felicidade?

Verdade. Na maioria das vezes o ronronar é associado a situações positivas e demonstrações de afeto. Os gatos emitem esse som para se comunicar.

Mas, em algumas situações, pode sinalizar desconforto, estresse ou dor. Tudo vai depender do estado de saúde e mental que o gato se encontra.

Gatos brancos de olhos azuis são surdos?

Mais da metade sim. Na formação embrionária desses animais, o gene W é que resulta na cor branca. Ele é responsável pela produção de melanina e da audição. Quanto mais ele se manifesta, menos cor e menos audição o gato vai ter, resultando em surdez de forma total ou parcial.

Gatos tricolores são fêmeas e amarelo são machos?

A grande maioria sim.  A genética é determinante para isso porque a cor da pelagem está ligada a cromossomos sexuais. Mas existem algumas anomalias genéticas que podem resultar em animais tricolores machos e laranjas fêmeas. Quando isso acontece, o tutor pode se considerar de muita sorte, porque são animais raros.

Gatos são muito limpos?

Verdade. Gatos não gostam de ficar sujos. Eles costumam se limpar várias vezes ao dia. Quando não fazem a própria higiene pode ser sinal de que algo está errado.

Gatos dormem muito?

Verdade. Quando comparados aos humanos, os gatos dormem mais. Eles podem dormir de 15 a 20 horas por dia. Tudo vai depender do temperamento e estágio de vida. Idosos tendem a dormir por mais tempo. Animais jovens são mais ativos e precisam de menos horas de sono.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 + 6 =

Publicidade
Publicidade

Notícias relacionadas

Cotidiano

Neste Abril Laranja, mês dedicado à prevenção da crueldade contra animais, o Conselho Regional de Medicina Veterinária da Paraíba (CRMV-PB) e a Associação Brasileira...

Cotidiano

Beijo é demonstração de afeto. Pode ser sinal de carinho e amizade, quando dado na bochecha, mas também de amor e paixão, quando são...

Cotidiano

Considerada uma das refeições mais importantes do dia, o café da manhã não é priorizado por todos: um estudo feito por pesquisadores da Universidade...

Cotidiano

A Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas (Abracrim) celebrou esta semana o centenário de Geraldo Gomes Beltrão, um paraibano de destaque que atuou como advogado...

Copyright © 2023 Feito com JS Dev.