Imprensa nacional mostra história de vereadora paraibana que é dona de cabaré – André Gomes
Siga nas redes sociais

Política

Imprensa nacional mostra história de vereadora paraibana que é dona de cabaré

A vereadora Lilia Saldanha foi eleita pela primeira vez para um cargo público numa Câmara Municipal no ano de 1996

Foto: UOL

A história da vereadora Lilia Saldanha, paraibana e presidente da Câmara Municipal de São José do Brejo do Cruz, localizada no Sertão paraibano, virou destaque na imprensa nacional através no UOL.

A matéria conta que Lilia é campeã em quebrar tabus, uma vez que é, ao mesmo tempo, parlamentar, dona de cabaré e uma mulher que assumiu a homossexualidade após os 40 anos de idade.

Lilia, que está no quinto mandato na Câmara, se elegeu pela primeira vez em 1996. Na terceira disputa, em 2004, perdeu. Ainda no cargo, não ligou para a liturgia da função e montou um bar, em Caicó, no Rio Grande do Norte, a 70 quilômetros de São José, para juntar dinheiro e pagar as dívidas da campanha. Era a gênese do Cabaré Sol e Lua, hoje o mais tradicional do semiárido potiguar.

Na matéria, Lilia fala sobre suas lutas e conquistas públicas, pessoais e como é ser uma mulher muito à frente do seu tempo numa cidade do Sertão paraibano.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Notícias relacionadas

Política

A Prefeitura de João Pessoa segue, nesta terça-feira (19), sua campanha de vacinação contra a Covid-19 iniciando a imunização da terceira dose em idosos...

Política

A chapa Atitude OAB – que disputa o comando da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Paraíba (OAB-PB) – foi registrada nesta segunda-feira (18)....

Política

O deputado estadual Cabo Gilberto Silva (PSL)  que ingressou, nesta segunda-feira (18), com uma ação no Superior Tribunal de Justiça (STJ) para suspender os...

Política

Nesta segunda-feira (18), a Paraíba divulgou o primeiro boletim diário de atualização sobre Covid-19 sem o registro de óbitos. Foram 580 dias desde o...

Copyright © 2020 js freelas.