Ministro do TCU diz em Seminário que o País perde 40% dos gastos com compras públicas – André Gomes
Siga nas redes sociais

Política

Ministro do TCU diz em Seminário que o País perde 40% dos gastos com compras públicas

O ministro Augusto Nardes, do Tribunal de Contas da União, proferiu a palestra magna do Seminário de Governança para Prefeitos e Gestores Públicos promovido pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB). Ao observar que apenas os gastos com as compras públicas atingem, nacionalmente, a cifra de R$ 1,3 trilhão, lastimou que esse dinheiro seja gasto “conforme a pressão do dia, ou da semana”. Assegurou, então, que “vão para o ralo, por falta de governança, 40% desses recursos”.

Ele e os demais integrantes da mesa condutora dos trabalhos foram inicialmente recebidos pelo presidente do TCE, conselheiro Nominando Diniz que, depois disso, a todos acompanhou até o Auditório Celso Furtado, ambiente das palestras. Ali, ouviu os agradecimentos de representantes do Conselho Regional de Contabilidade (anfitrião do encontro) pela cessão do espaço e, em resposta, apresentou o Tribunal por ele presidido como “parceiro permanente daqueles que promovam ações em defesa da sociedade”. Os contadores e advogados aqui atuantes, disse, são dois grandes pilares do Tribunal e em muito contribuem para seus avanços.

O ministro Augusto Nardes fez ver que a solução dos grandes problemas nacionais – aqueles afeitos à educação, à saúde, à segurança, à infraestrutura, ao emprego e à renda – está na melhoria da governança. “E o modelo já está montado com vista à eficiência, à eficácia e à defesa do dinheiro público”, acentuou. Em seguida, expôs a ampliação das parcerias com organismos internacionais em favor, notadamente, das ações de preservação ambiental indispensáveis ao Planeta. Ele tem como projeto a ser alcançado “auditorias universais” pelo bem-estar social e pela vida em escala planetária.

O chefe da Divisão de Auditores de Contas Públicas do TCE, José Luciano Sousa de Andrade, um dos expositores, mencionou a determinação do conselheiro Nominando Diniz para que se expandam os programas de treinamento e qualificação dos gestores públicos, dos seus quadros técnicos, dos contadores e, ainda, dos integrantes do Controle Interno, no âmbito do Estado e dos Municípios. Contou que isso tem sido feito, regionalmente, com o apoio logístico da Escola de Contas do Tribunal (Ecosil) e da Federação das Associações dos Municípios Paraibanos (Famup). “Podemos dizer que desse modo já assistimos, ao mínimo, 90% dos nossos municípios”, estimou.

O SEMINÁRIO

Destinado à capacitação dos agentes políticos e quadros funcionais em questões relacionadas às boas práticas de gestão pública, o evento tem entre os promotores o Conselho Federal de Contabilidade (CFC), a Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), o Instituto Latino-Americano de Governança e Compliance Público (IGCP) e a Rede de Governança Brasil (RGB).

Trata-se, neste último caso, de movimento concebido há quatro anos pelo próprio ministro Augusto Nardes e integrado, de forma voluntária e associativa, por servidores, professores, técnicos de organismos públicos e privados, especialistas em diversas esferas e o público em comum a quem a iniciativa possa, também, interessar.

O Seminário, já ministrado em pontos diversos do País e, agora, em sua 13ª edição, teve o apoio, ainda, do TCE-PB, da Controladoria Geral da União (CGU), da Fundação Brasileira de Contabilidade (FBC) e do Conselho Regional de Contabilidade (CRC-PB).

Além da palestra magna, o programa desta sexta-feira conteve exposições da coordenadora do Comitê de Mulheres da Governança da RGB Alzira Fernanda Brasil (Governança, seus mecanismos e lançamento do Programa Nacional de Governança Pública) e do auditor José Luciano Sousa de Andrade (A experiência do TCE-PB de Interiorização da Lei 14.133/21 no Estado da Paraíba).

A programação vespertina incluiu o talk show “Liderança, Estratégia e Controle” com mediação do membro do CFC Brunno Sitônio Filho de Oliveira. Integrante da Ouvidoria do Conselho Nacional do Ministério Público e coordenadora do Comitê ESG Público da RGB, Rose Meire Cyrillo falou sobre “Liderança”. A exposição sobre  “Estratégia” coube à coordenadora Mariana Covre. Já o procurador federal Daniel Catelli tratou do tema “Controle”.

“Cases de sucesso em governança pública” foi, em seguida, o título da exposição do secretário de Integridade, Governança e Prevenção à Corrupção de João Pessoa, Kleber Marques. O superintendente substituto da CGU na Paraíba, Rodrigo Múcio Medeiros Paiva, falou do “Papel da Auditoria Interna no fortalecimento da governança”. O evento, depois disso, foi encerrado pelo ministro Augusto Nardes.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze + 17 =

Publicidade
Publicidade

Notícias relacionadas

Política

O governador João Azevêdo recebeu, nesta quinta-feira (23), em João Pessoa, o embaixador de Portugal no Brasil, Luís Felipe Faro, ocasião em que apresentou...

Política

As principais regras para as Eleições municipais deste ano serão abordadas no Workshop Eleições 2024, que será realizado no próximo dia 28 de maio,...

Política

O Tribunal de Contas do Estado vai criar um grupo de trabalho para analisar os indicadores do Estado em relação ao alto índice de...

Política

O governador João Azevêdo anunciou a antecipação do pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário para todos os servidores públicos estaduais, que será...

Copyright © 2023 Feito com JS Dev.