Morre o ex-prefeito de Patos e deputado estadual Dinaldo Wanderley, vítima do coronavírus – André Gomes
Siga nas redes sociais

Política

Morre o ex-prefeito de Patos e deputado estadual Dinaldo Wanderley, vítima do coronavírus

Nas redes sociais o filho, ex-deputado estadual e também prefeito de Patos, Dinaldinho Wanderley, lamentou a morte do pai

Foto: Reprodução

O ex-prefeito de Patos e deputado estadual Dinaldo Wanderley, de 69 anos, morreu na manhã deste domingo (24) vítima do coronavírus. O político estava internado no Hospital Nossa Senhora das Neves, em João Pessoa. Ele teve uma pequena melhora no quadro se saúde na última sexta-feira, mas o quadro clínico evoluiu e o político teve que ser mais uma vez entubado. Nas redes sociais o filho, ex-deputado estadual e também prefeito de Patos, Dinaldinho Wanderley, lamentou a morte do pai.

“Deus muito obrigado por tudo, sou privilegiado do pai que tenho. Receba-o com os braços abertos, o Senhor terá a companhia de uma pessoa boa, agradável, amável, prestativa, de um coração grande e um amigo para todas as horas. Pai exemplar, amigo único, irmão dos irmãos, filho inesquecível, amor incondicional a sua cidade, são tantas as qualidades em só pessoa, que é impossível descrever. Meu coração de filho chora neste momento muito, dor enorme, mas prevalece a fé no Senhor Jesus que o receberá! Louvado seja nosso Senhor!”, postou em uma rede social o filho e ex-deputado estadual Dinaldinho Wanderley.

Dinaldo Medeiros Wanderley é natural de Patos, onde nasceu no dia 20 de junho de 1950. Era advogado, economista, empresário, ex-futebolista e político. Foi deputado da Paraíba e durante sua carreira política já foi prefeito de Patos por dois mandatos consecutivos, entre 1997 e 2005 sendo o primeiro prefeito reeleito. Era casado com a ex-deputada Edna Wanderley e tinha quatro filhos.

Se candidatou em 1992 ao cargo de prefeito de Patos, pelo PFL, ficando na segunda colocação, na eleição em que o então deputado estadual Ivânio Ramalho foi o vencedor. No pleito posterior, em 1996, concretizou o sonho concorrendo com a deputada Francisca Motta, conquistando 19.577 votos, contra 13.085. Em 2000, se reelegeu com 27.967 votos, contra 15.121 de Nabor Wanderley.

Foi eleito deputado estadual à Assembleia Legislativa da Paraíba em 2006, com 32.082 votos no estado, sendo que 14.456 na cidade de Patos. Tentou retornar, em 2008, para a Prefeitura de Patos, mas desta vez foi derrotado pelo antigo concorrente, Nabor Wanderley. Na Assembleia, conseguiu votação suficiente para a reeleição no ano de 2010, mas devido problemas jurídicos relacionados à sua gestão no Poder Executivo, foi impedido de assumir o mandato por causa da cassação do seu registro.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Publicidade
Publicidade

Notícias relacionadas

Política

O Ministério Público Eleitoral ajuizou, da última sexta-feira (12) até ontem (15), no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), 12 ações de impugnação de...

Política

Os deputados estaduais aprovaram nesta terça-feira (16), por unanimidade, o projeto de Lei 3.858/22, de autoria do deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB), que...

Política

O vereador de João Pessoa, Mikika Leitão (MDB), acusou nesta terça-feira (16) o prefeito Cícero Lucena (Progressistas) de usar a máquina pública municipal para...

Política

A deputada Doutora Paula (Progressistas) disse nesta terça-feira (16) que a sua missão enquanto parlamentar é trabalhar para diminuir as desigualdades sociais na Paraíba,...

Copyright © 2020 js freelas.