TCE-PB dá prazo de 60 dias para que gestores apresentem Plano de Ação contra desertificação – André Gomes
Siga nas redes sociais

Política

TCE-PB dá prazo de 60 dias para que gestores apresentem Plano de Ação contra desertificação

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba divulgou na sessão desta quarta-feira (20), sob a presidência do conselheiro Nominando Diniz, o relatório final da Auditoria Operacional Regional Coordenada em Políticas Públicas de Combate à Desertificação do Semiárido, que examinou a política de combate à desertificação e mitigação dos efeitos da seca e de outras políticas públicas transversais referentes à região do semiárido e ao bioma caatinga, sob os aspectos ambiental, econômico, social e cultural.

O TCE-PB fixou um prazo de 60 dias para que os gestores responsáveis apresentem Plano de Ação para implementação das seguintes recomendações: inserir a articulação dos estados do Nordeste em torno da Política de combate à desertificação na pauta de discussão do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste; Providenciar a revisão da Política Estadual de Combate à Desertificação e a atualização do PAE; Implantar a estrutura de gestão necessária à implementação da política de combate à desertificação; Adotar providências no sentido de instituir Fundo específico para o Combate à Desertificação.

E ainda, quando da revisão da lei estadual referente ao Combate à Desertificação, incluir a previsão de monitoramento e avaliação da Política e quando da implementação da Política Estadual de Combate à Desertificação, realizar monitoramento e avaliação de seu desempenho, com divulgação tempestiva e acessível de informações atualizadas às partes interessadas e envidar esforços no sentido de buscar apoio legislativo para inclusão do bioma Caatinga como Patrimônio Nacional, como também por meio de articulação via Consórcio Nordeste.

Notificações aos gestores – A auditoria operacional propôs recomendações específicas aos gestores para aprimoramento das políticas públicas. O relator do processo fará recomendações ao governador do Estado, João Azevedo e aos titulares das secretarias de Estado do Meio Ambiente, de Agricultura Familiar e Desenvolvimento do Semiárido, Também serão notificados aos diretores da Sudema, Empaer, Procase e o coordenador do Projeto Cooperar, além dos prefeitos dos municípios inseridos no Semiárido paraibano. Para conhecimento, o relatório será encaminhado para o presidente da Federação das Associações de Municípios Paraibanos (Famup), ao presidente da Assembleia Legislativa e a diretoria do Instituto Nacional do Semiárido (Insa).

De acordo com o relator conselheiro Fernando Catão, o TCE-PB dará conhecimento ao Tribunal de Contas da União (TCU), sobre a importância de recomendar ao Governo Federal a reinstalação da Comissão Nacional de combate à desertificação (CNCD) (criada em 2008), para a coordenação da respectiva política.

A equipe de auditores do controle externo responsável pela Auditoria Operacional Coordenada em Políticas Públicas de Combate à Desertificação do Semiárido, sob a coordenação do diretor de Auditoria e Fiscalização, Eduardo Ferreira Albuquerque, foi formada pelos auditores Adriana Falcão do Rêgo, Júlio Uchôa Cavalcanti Neto e Lúcia Patrício de Araújo.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − 5 =

Publicidade
Publicidade

Notícias relacionadas

Política

O governador João Azevêdo recebeu, nesta quinta-feira (23), em João Pessoa, o embaixador de Portugal no Brasil, Luís Felipe Faro, ocasião em que apresentou...

Política

As principais regras para as Eleições municipais deste ano serão abordadas no Workshop Eleições 2024, que será realizado no próximo dia 28 de maio,...

Política

O Tribunal de Contas do Estado vai criar um grupo de trabalho para analisar os indicadores do Estado em relação ao alto índice de...

Política

O governador João Azevêdo anunciou a antecipação do pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário para todos os servidores públicos estaduais, que será...

Copyright © 2023 Feito com JS Dev.