Tendência na pandemia, decorar com planta traz estilo e ajuda na saúde e no bem-estar – André Gomes
Siga nas redes sociais

Negócios

Tendência na pandemia, decorar com planta traz estilo e ajuda na saúde e no bem-estar

Desde o começo da pandemia da covid-19, uma tendência ganhou força nas casas dos brasileiros: a decoração com plantas. Elas têm ganhado força e se consagrado como um novo estilo de ornamentação, que segue pelos ambientes corporativos e de saúde, sendo ainda uma alternativa para garantir o contato com a natureza. Arquiteta paisagista, Patrícia Lago explica que é possível cultivá-las nos mais diversos ambientes e escolhê-las conforme as particularidades do imóvel ou da pessoa.

“O mercado dispõe de variadas espécies que, assim como qualquer outra peça utilizada para decoração, expressam um estilo. Plantas em tons de verde, ou plantas de cores vibrantes? Plantas com flores que exalam romantismo ou folhagens tropicais? Plantas grandes e pequenas… Tem para todas as preferências. E além da escolha da planta, a escolha do vaso ou cachepot vai reforçar a mensagem estilística que se almeja”, conta.

Muito além da beleza, o verde faz bem para a saúde. Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Warwich, no Reino Unido, relaciona o convívio com áreas verdes com um maior bem-estar mental. “As plantas são mais que um item decorativo: elas proporcionam bem-estar e saúde aos seres humanos. Além disso, elas ajudam a purificar o ar do ambiente, já sendo, inclusive, classificadas conforme essa capacidade”, detalha.

Seguindo essa tendência, o empreendimento Omni, da Hofmann Station e da Construtora Massai, que será construído no bairro do Manaíra, em João Pessoa, buscou agregar o verde em diversos espaços do empreendimento, que possui 36 pavimentos, divididos em área de shopping, clínica e residencial. Com tantos ambientes diferentes, o paisagismo foi uma ferramenta essencial para gerar identidade e ao mesmo tempo criar uma linguagem harmoniosa, onde os locais podem ser associados pelos materiais e formas empregados. O projeto contou com o trabalho de Patrícia Lago.

Por onde começar

Quem pretende começar a cultivar em casa, deve se nutrir com referências decorativas e ir em lojas especializadas que possam ajudar a encontrar as plantas ideais, conforme o ambiente e estilo de vida.

“Sugiro iniciar devagar, introduzindo mais plantas aos poucos na sua casa, para não correr o risco de se frustrar ao perder alguma delas – cada uma é única, com cuidados peculiares, e é importante um tempo para se adaptar e encontrar a melhor forma de cultivar. Mas acima de tudo, sugiro que coloquem a mão na terra, se aventure com suas plantas e use o tempo que você dedicará a elas como uma recreação lúdica e incomparável”, aconselha Patrícia.

A paisagista lembra que mesmo as plantas que se adequem ao interior da casa, precisam de luminosidade, ainda que esteja na sombra, para realizarem a fotossíntese – fenômeno pelo qual elas produzem energia através da luz.

Ao se decidir ter plantas em casa, é importante que a pessoa leve em conta seu estilo pessoal e o ambiente em que ela será colocada. Ainda assim, a especialista revela as ‘queridinhas’ que agradam a maior parte do público que busca plantas para interiores: Jiboia, Ficus lyrata, Filodendros variados e Hera estrela.

OMNI

O OMNI tem como diferencial o paisagismo em todas as três esferas do e formas do empreendimento: seja no shopping, residencial ou na área do Medical Center. Na extensão do prédio há várias áreas que exploram o verde: as calçadas amplas, a escadaria criada no acesso às lojas e o átrio, que dá apoio ao auditório e foi planejado para ser uma grande área de estar. Além da estética, as plantas vão ajudar no bem-estar: a edificação terá um jardim multissensorial de quase 900 m², sendo o primeiro ‘healing garden’ de João Pessoa – nome dado ao espaço de jardim criado para ajudar nas necessidades físicas, psicológicas e sociais das pessoas.

O conceito, cada vez mais explorado pelo mundo, será utilizado no ‘medical center’. A área abrigará um centro de saúde e complexo médico-hospitalar, com diversas salas preparadas para a instalação de laboratórios, centros de diagnóstico por imagens e centros cirúrgicos de procedimentos de pequena complexidade.

Empreendimento

A ambientação do Omni acompanha a ideia do projeto arrojado, voltado para um novo tempo e que ressalta a importância da integração com a natureza. A inspiração da arquiteta responsável pela ambientação do empreendimento e interiores, Lana Débora, foi o que João Pessoa tem de melhor: as praias, o mar e a possibilidade de aproveitar tudo de bom que a natureza tem a oferecer.

O projeto da Hofmann Station e da Construtora Massai foi desenvolvido pelo escritório do arquiteto Léo Maia, com a consultoria especializada da Promedical; da arquiteta especializada em saúde, Fernanda Ventura; da arquiteta de interiores, Lana Débora e com as paisagistas Patrícia Lago e Ariadne Marques.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Publicidade
Publicidade

Notícias relacionadas

Negócios

Se o conceito de ‘moradia inteligente’ se refere a espaços bem aproveitados, a ideia de ‘cidade inteligente’ vai um pouco mais além – especialistas...

Negócios

Liberdade financeira, geográfica e de horário. O desejo da maioria das pessoas que buscam ingressar em nova profissão pode ser encontrado no mercado financeiro....

Negócios

Um happy hour regado a network e as tendências do mercado imobiliário de João Pessoa marcou a primeira edição do “Station Memorável”, ação promovida...

Negócios

Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que o ambiente construído é responsável por 19% dos fatores que afetam a saúde e o bem-estar das...

Copyright © 2020 js freelas.