Terezinha e Mônica defendem orçamento anual específico e captação de recursos para fomentar pesquisa e inovação na UFPB – André Gomes
Siga nas redes sociais

Política

Terezinha e Mônica defendem orçamento anual específico e captação de recursos para fomentar pesquisa e inovação na UFPB

Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação dentro da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) ganharam papel de destaque dentro da Carta Programa apresentada pela Chapa I – UFPB: Inovação com Inclusão – liderada pelas professoras Terezinha Domiciano e Mônica Nóbrega.

Dentre as propostas destacadas pela chapa, estão a alocação de um orçamento anual específico para fomentar as atividades de pesquisa e a captação de recursos públicos e privados, bem como o estabelecimento de parcerias estratégicas com a Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba (FAPESQ) e o Governo do Estado, visando participar ativamente dos debates e decisões relacionados às políticas estaduais de pesquisa, desenvolvimento e inovação.

Também é proposta estabelecer estratégia de suporte a grupos de pesquisa para elaboração de projetos institucionais com a finalidade de aquisição de equipamentos multiusuários de pesquisa de médio e de grande porte.

Além disso, a chapa propõe uma mudança de paradigma ao assumir a pesquisa e a inovação como atividades transversais, buscando integrá-las de forma mais ampla em todas as áreas e níveis da UFPB. Isso inclui o desenvolvimento de meios para que técnicos-administrativos, especialmente aqueles com formação avançada, possam participar ativamente de projetos de pesquisa, promovendo a qualificação de grupos, núcleos e laboratórios.

Outro ponto relevante é a criação de comitês para interlocução junto à Pró-Reitoria de Pesquisa (Propesq) para subsidiar a elaboração do orçamento anual, editais de pesquisa, desenvolvimento e inovação, visando atender demandas específicas das diferentes áreas do conhecimento.

A chapa também se compromete a estimular a pesquisa, o desenvolvimento e a inovação desde o ensino médio até a graduação, criando editais de fomento específicos para grupos de pesquisa, núcleos e laboratórios, ampliando assim o escopo das atividades para além da pós-graduação, que também será contemplada.

Outras iniciativas incluem o fortalecimento da iniciação científica, o desenvolvimento de políticas de autoavaliação e planejamento, a criação de um observatório de pesquisa, desenvolvimento e inovação e a institucionalização de um Centro de Inovação da UFPB, que funcionará como uma incubadora acessível, multidisciplinar e inclusiva a serviço de todos os Campi e Centros da instituição.

 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + um =

Publicidade
Publicidade

Notícias relacionadas

Política

Garantir cada vez mais a excelência no atendimento às mulheres em situação de violência doméstica e familiar, que residam em João Pessoa, e estejam...

Política

A Paraíba encerrou o primeiro trimestre deste ano com taxa de desocupação de 9,9%, ou seja, abaixo de dois dígitos, apontando uma melhora na...

Política

A democracia participativa está presente na gestão municipal de João Pessoa, onde a população elege aquilo que é prioridade e que deve ser executado...

Política

O governador João Azevêdo assinou autorização de obras, fez entrega de benefícios para a região, prestou contas das ações do governo e ouviu as...

Copyright © 2023 Feito com JS Dev.