Tovar lamenta descaso do Estado com profissionais de saúde da linha de frente no combate ao coronavírus – André Gomes
Siga nas redes sociais

Política

Tovar lamenta descaso do Estado com profissionais de saúde da linha de frente no combate ao coronavírus

Na Paraíba, 3.540 profissionais já foram infectados com a Covid-19, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde

O deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB) lamentou o descaso do Governo do Estado em relação aos profissionais de saúde que estão arriscando suas vidas na linha de frente no combate ao coronavírus. O governador João Azevêdo (Cidadania) chegou a vetar projeto de Lei Ordinária 1.586/2020 que garantia o pagamento do adicional de insalubridade no percentual de 40% a todos os servidores da saúde do Estado, de suas autarquias e de suas fundações, que prestarem atendimento nas unidades de saúde a pacientes infectados pelo Covid-19.

Na Paraíba, 3.540 profissionais já foram infectados com a Covid-19, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde. Além da não valorização, faltam equipamentos de proteção individual para que eles atuem com segurança, salvando vidas.

O adicional seria pago durante o tempo que durar a pandemia, e seria calculado sobre o valor do salário do servidor. Quem já recebesse algum adicional de insalubridade menor do que o aprovado no PLO, o percentual deveria ser corrigido para 40%. “Infelizmente o governador não tem a sensibilidade que teve o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, que garantiu esse pagamento aos profissionais que trabalham no município”, disse.

Tovar lembrou ainda do risco que esses profissionais enfrentam no dia a dia, destacando que mais de 400 médicos paraibanos já foram infectados pelo novo coronavírus desde o início da pandemia, em março deste ano. Conforme dados do Boletim Epidemiológico, divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde, dos 3.540 profissionais de saúde que foram diagnosticados oficialmente com a Covid-19 e outros mais 3.534 em investigação, 13% são médicos. Levantamento do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) aponta que sete médicos morreram em decorrência da Covid-19.

O último Boletim Epidemiológico divulgado pelo Estado mostra que dos profissionais de saúde infectados pelo coronavírus, que estão trabalhando na linha de frente, 29% são técnicos de ou auxiliares de enfermagem, 18% são enfermeiros, 6% agentes comunitários, 3% fisioterapeutas, 2% visitador sanitário, 2%, nutricionistas, 2% dentistas, 2% farmacêuticos e 23% classificados pelo Estado como Demais Profissões.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Notícias relacionadas

Política

A Prefeitura de João Pessoa segue, nesta terça-feira (19), sua campanha de vacinação contra a Covid-19 iniciando a imunização da terceira dose em idosos...

Política

A chapa Atitude OAB – que disputa o comando da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional Paraíba (OAB-PB) – foi registrada nesta segunda-feira (18)....

Política

O deputado estadual Cabo Gilberto Silva (PSL)  que ingressou, nesta segunda-feira (18), com uma ação no Superior Tribunal de Justiça (STJ) para suspender os...

Política

Nesta segunda-feira (18), a Paraíba divulgou o primeiro boletim diário de atualização sobre Covid-19 sem o registro de óbitos. Foram 580 dias desde o...

Copyright © 2020 js freelas.