300 mil brasileiros têm Down; Tovar defende adoção de funcionários de apoio escolar para cuidado de alunos atípicos – André Gomes
Siga nas redes sociais

Política

300 mil brasileiros têm Down; Tovar defende adoção de funcionários de apoio escolar para cuidado de alunos atípicos

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE) mostram que o Brasil possui 300 mil pessoas com Síndrome de Down. Os desafios postos para essas pessoas vêm sendo superados dia a dia e as políticas públicas contribuem diretamente para a superação e mais inclusão. Na Paraíba, o projeto de Lei 1.260/23, de autoria do deputado Tovar Correia Lima (PSDB), reforça o cuidado com as pessoas diagnosticadas com a síndrome de down.

O projeto, em tramitação na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), institui a obrigatoriedade de disponibilização de funcionários de apoio escolar, com treinamento específico, para o cuidado de alunos atípicos, tais como aqueles com síndrome de Down, autismo e outras condições similares, em todas as escolas estaduais da Paraíba.

“Ao instituir a obrigatoriedade de funcionários de Apoio Escolar com treinamento específico, estamos atendendo não apenas a uma demanda das famílias, mas também cumprindo com o dever de assegurar a igualdade de oportunidades na educação para todos os cidadãos paraibanos. Além disso, a presença desses funcionários treinados contribuirá para a formação de um ambiente escolar inclusivo, no qual todos os alunos se beneficiarão da diversidade e do convívio com a diferença. A inclusão é um princípio fundamental da educação contemporânea, e a Paraíba deve estar alinhada com essa perspectiva, destacou Tovar.

De acordo com o projeto, os funcionários de Apoio Escolar com treinamento serão responsáveis por prestar suporte e auxílio a estudantes atípicos, garantindo que estes tenham igualdade de oportunidades no acesso à educação.

O projeto estabelece ainda que o treinamento para esses funcionários consistirá em capacitação técnica nas áreas de educação inclusiva, conhecimento das necessidades específicas dos alunos atípicos, comunicação e interação com esses alunos, métodos de ensino adaptados, e quaisquer outras habilidades necessárias para atender às necessidades dos estudantes.

Tovar explicou, nesta quinta-feira (21), Dia Mundial da Síndrome de Down, ainda que os funcionários de Apoio Escolar serão alocados nas escolas estaduais com base no número de alunos atípicos matriculados e nas necessidades identificadas pelos profissionais da educação. A implementação da Lei ficará a cargo da Secretaria de Educação do Estado da Paraíba que também será a responsável por fiscalizar o cumprimento.

O projeto ainda não foi aprovado pela Assembleia Legislativa. Está seguindo o trâmite para ir à votação e, caso seja aprovado, irá à sanção do governador. Só após isso se transformará em lei estadual.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − dois =

Publicidade
Publicidade

Notícias relacionadas

Política

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) finalizou, nesta segunda-feira (17), o julgamento da primeira ação de violência política de gênero do Estado, condenando...

Política

A senadora Daniella Ribeiro (PSD-PB) comemorou o resultado do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) que nesta segunda-feira (17) condenou o comunicador Célio Alves...

Política

O governador João Azevêdo anunciou, nesta segunda-feira (17), no programa semanal Conversa com o Governador, transmitido em cadeia estadual pela Rádio Tabajara, a antecipação...

Política

Praias lindas, arquitetura histórica, paisagem encantadora, as delícias de uma gastronomia peculiar e, para completar esse cenário que já é perfeito, a cidade de...

Copyright © 2023 Feito com JS Dev.