Em novembro: Duas pacientes de Princesa são transferidas com apoio do Resgate Aeromédico – André Gomes
Siga nas redes sociais

Cotidiano

Em novembro: Duas pacientes de Princesa são transferidas com apoio do Resgate Aeromédico

Apenas 1h e 20 minutos. Esse foi o tempo em que uma paciente vítima de Infarto Agudo do Miocárdio (IAM), residente na cidade de Princesa Isabel, Sertão da Paraíba, foi transportada para o Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, em Santa Rita, região metropolitana de João Pessoa. O voo, realizado pelo Grupo de Resgate Aeromédico (Grame), viabilizou uma rápida transferência para atendimento especializado, da idosa de 68 anos, o que de ambulância duraria cerca de 7 horas.

De acordo com o major Magno, médico responsável no transporte aéreo, a paciente inspirou cuidados durante o trajeto. “Assim que a recebemos e tomamos conhecimento do seu quadro clínico, identificamos que ela possuía algumas comorbidades, e durante o voo ela teve um pico pressórico, também se queixou de dor torácica, mas a medicamos e ela estabilizou. O voo foi realizado de maneira atenta e segura. Em todo momento a paciente se manteve consciente e orientada. Até nos relatou que esta havia sido a primeira vez a andar de avião. Estamos felizes em fazer parte dessa missão”, discorreu o major Magno, médico responsável.

Ao chegar no Metropolitano, a paciente consciente agradeceu à equipe de resgate, e seguiu para a sala de Hemodinâmica, na qual realizou uma angiografia coronária (cateterismo), exame invasivo que confirmou a presença de obstruções das artérias coronárias, sendo necessária a realização de uma angioplastia com implante de um stent, bem sucedido.

O diretor assistencial do Hospital Metropolitano, Gilberto Teodozio, enfatizou que a realização de ações exitosas como essas corresponde ao envolvimento de uma grande equipe. “A Central de Regulação do Estado é a primeira que recebe a solicitação para o transporte aéreo, e entra em contato imediato com o nosso NIR (Núcleo Interno de Regulação) para viabilização da vaga. O que temos vivenciado é o empenho de um grande time de profissionais desejosos em salvar cada vez mais vidas e oportunizar uma assistência de qualidade a todos”, declarou.

Resgates

Neste mês de novembro, o Grupo de Resgate Aeromédico (Grame) da Paraíba realizou três transferências de pacientes para o Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires. O primeiro voo, no dia 4, atendeu um chamado de uma idosa acometida por um Infarto Agudo do Miocárdio, em Princesa Isabel, com decolagem realizada na cidade de Patos, alto sertão do estado. Já no dia 13, a repatriação de uma criança paraibana que estava, desde agosto, internada no Hospital de Base de São José do Rio Preto, em São Paulo, emocionou a todos e foi realizada com sucesso. E, nessa sexta-feira (19), o mais recente chamado de resgate ocorreu em tempo hábil.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Notícias relacionadas

Cotidiano

A Prefeitura de João Pessoa, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, segue nesta quinta-feira (20) com a testagem itinerante para a Covid-19 em...

Cotidiano

Mais uma semana se inicia com oportunidades para quem está em busca de um posto no mercado de trabalho. O Sistema Nacional de Emprego...

Cotidiano

O Sistema Nacional de Emprego (Sine-PB) disponibiliza, a partir desta segunda-feira (10), 139 oportunidades de emprego em sete municípios paraibanos. Há vagas disponíveis em João Pessoa...

Cotidiano

A Paraíba registrou o primeiro caso da variante ômicron. Em meio à pandemia da covid-19 e com surto da gripe H3N2, redobrar os cuidados...

Copyright © 2020 js freelas.