Lei que vai isentar 30 mil moradias populares é publicada no Diário Oficial do Estado – André Gomes
Siga nas redes sociais

Política

Lei que vai isentar 30 mil moradias populares é publicada no Diário Oficial do Estado

Cerca de 30 mil imóveis residenciais vinculados ao programa de habitação popular vão ganhar isenção do Imposto sobre Transmissão “Causa Mortis” e Doação de Quaisquer Bens ou Direitos (ITCD). O Governo da Paraíba publicou, no último sábado, no Diário Oficial do Estado a lei 12.029, que dispensa a obrigatoriedade do pagamento do tributo sobre imóvel popular da Cehap (Companhia Estadual Habitação Popular).

O secretário de Estado da Fazenda (Sefaz-PB), Marialvo Laureano, informou que não haverá a necessidade do proprietário do imóvel popular ir ao órgão público para garantir a isenção. “Como forma de facilitar o procedimento de reconhecimento da isenção do ITCD, a Sefaz-PB autorizou à Cehap de requerer o referido benefício fiscal através de um único processo administrativo que contenha os milhares de beneficiários. É mais uma medida de alcance social do governador João Azevêdo, que foi sensível às dificuldades por que passam grande parte da população paraibana com imóveis populares, com situação agravada nesse período de pandemia, causada pela covid-19, fazendo com que as pessoas possam transmitir para seus nomes um direito adquirido por algum parente que chegou a falecer sem o pagamento do tributo”, destacou.

Para ter direito a isenção do ITCD, o proprietário do imóvel precisa cumprir algumas condições exigidas da lei como, por exemplo, não ser beneficiário de outro imóvel, fica limitado a transmissão da propriedade com dispensa de pagamento do tributo de um único imóvel residencial destinado à moradia de programa de habitação popular; além do proprietário do benefício está em situação regular junto à Fazenda Estadual.

Conforme a Lei, a Cehap deverá encaminhar ao cartório de registro de imóveis o processo contendo discriminadamente todos os beneficiários. Caso haja descumprimento da obrigação prevista na Lei, o cartório estará sujeito à multa de 70 UFR-PB (Unidades Fiscais de Referência do Estado da Paraíba), o que equivale, neste mês de agosto, a uma multa de R$ 3.910 por cada imóvel.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Notícias relacionadas

Política

O município de Patos, no Sertão paraibano, vai receber mais de R$ 400 mil do governo federal para dar continuidade às obras de drenagem...

Política

Celebrando 136 anos nesta sexta-feira (24), o município de Soledade tem recebido destaque na Paraíba e sendo reconhecido devido às suas potencialidades. Em cerimônia...

Política

O governador João Azevêdo abriu, na manhã deste sábado (25), no Parque Solon de Lucena, em João Pessoa, o Dia D da Campanha de...

Política

O deputado estadual Wallber Virgulino (Patriota) disparou artilharia contra Romero Rodrigues (PSD). Disse que, enquanto pré-candidato ao Governo, Romero pensa apenas no próprio umbigo...

Copyright © 2020 js freelas.