Projeto institui Programa de Política de Incentivo à economia criativa na Paraíba – André Gomes
Siga nas redes sociais

Política

Projeto institui Programa de Política de Incentivo à economia criativa na Paraíba

Responsável por quase 3% do Produto Interno Bruto Brasileiro (PIB), a economia criativa tem movimentado bilhões no Brasil e só em 2019, 837 mil empregos formais diretos, conforme um estudo da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan). O deputado estadual Eduardo Carneiro (PRTB) destaca a importância do seguimento e quer instituir o Programa de Política de Incentivo à Economia Criativa no Estado.

Presidente da Frente Parlamentar de Empreendedorismo, o deputado apresentou o Projeto de Lei 2.263/2020 que pretende institucionalizar a economia criativa na Paraíba, através de ferramentas como concessão de linhas de crédito, capacitação, pesquisa e desenvolvimento tecnológico, informações de mercado e fóruns.

Conforme o parlamentar, o programa irá estimular os setores responsáveis pelo surgimento de espaços de criatividade e liberdade criativa. “A Paraíba necessita e deve implementar instrumentos de auxílio e impulsionamento de novas ideias que sejam motrizes de desenvolvimento sustentável ao País”, ressaltou.

Entre as providências, o PL propõe que sejam estabelecidas parcerias com entidades públicas e privadas, além de considerar as reivindicações e sugestões do setor criativo e dos consumidores; apoiar o comércio interno dos produtos da Economia Criativa; estimular investimentos produtivos, ofertar linhas de crédito e de financiamento, entre outros.

“Dar estímulos a estes setores permitirá o surgimento de espaços de criatividade e liberdade criativa, alimentando a troca de experiências e o trabalho em rede, proporcionando espaços de coesão social, potencializando as iniciativas já existentes, além de auxiliar na maximização da implantação de novas experiências”, pontuou o deputado.

O PL ainda prevê prioridade de acesso ao crédito e financiamento para empreendedores de micro, pequeno e médio porte, além dos capacitados para a produção e comercialização de produtos e serviços criativos; organizados em associações, cooperativas, arranjos produtivos locais e sistemas produtivos e redes de Economia Criativa.

Mais dados

Estudo desenvolvido pelo British Council (Conselho Britânico) com apoio do Sebrae, aponta que a expectativa é de que a economia criativa no Brasil atinja US$ 43,7 bilhões em 2021. Todas as expectativas apontam para a economia criativa como uma das principais responsáveis pelo crescimento econômico no país.
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Notícias relacionadas

Política

Em postagem feita agora há pouco no Twitter, o governador João Azevêdo (Cidadania) afirma ser falsa a informação de que as estradas durante o...

Política

A Paraíba recebeu neste domingo (20) mais 129.250 doses da vacina Astrazeneca que serão distribuídas com os 223 municípios para avanço no processo de...

Política

Os animais de estimação estão presentes em uma quantidade considerável de lares brasileiros. De acordo com dados da Pesquisa Nacional de Saúde do Instituto...

Política

O prefeito de Cajazeiras, José Aldemir, continua internado na UTI do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, com o mesmo protocolo terapêutico recomendado pelo...

Copyright © 2020 js freelas.