Câncer de mama: Camila afirma que paraibanas sofrem com má qualidade das mamografias, demora de diagnóstico e falta de medicação – André Gomes
Siga nas redes sociais

Política

Câncer de mama: Camila afirma que paraibanas sofrem com má qualidade das mamografias, demora de diagnóstico e falta de medicação

São esperados 74 mil casos de câncer de mama por ano até 2025, segundo a Estimativa 2023 – Incidência de Câncer no Brasil, lançada pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca). Esse é o tipo mais incidente em mulheres no mundo. Na Paraíba, o problema se agrava por conta das dificuldades para diagnóstico e tratamento da doença.

A deputada estadual Camila Toscano (PSDB) cobra ações mais efetivas do Governo do Estado no combate à esse tipo de câncer. Ela lista que entre os problemas mais comuns estão: a falta informação básica para a população feminina, o que poderia ser disponibilizado através de campanhas educativas simples, objetivas e contínuas; a falta de capacitação dos profissionais da Atenção Básica para conduzir eficientemente as mulheres nas rotinas preventivas; e o rastreamento mamográfico de qualidade, pois os exames possuem qualidade duvidosa.

Camila ainda elencou como barreiras para as mulheres a burocracia desmedida e a falta de comprometimento com mulheres com lesões suspeitas, e mesmo as que já têm diagnóstico definido, causando um enorme sofrimento e muita desesperança; a falta de medicamentos necessários aos tratamentos oncológicos; a falta de conexão entre os setores que deveriam cuidar e apoiar a mulher nesta difícil jornada. Além de pouquíssimas oportunidades de cirurgias reconstrutoras das mamas removidas.

A deputada destacou o trabalho da ONG ‘Amigos do Peito’ que tem contribuído diretamente no cuidado com as mulheres paraibanas e cobrou mais atenção do Governo do Estado com a saúde da mulher. “É importante que a saúde estadual garanta exames para todas as mulheres, bem como o tratamento para aquelas que descobriram a doença. São muitos problemas enfrentados por quem de fato necessita de atendimento e temos que cobrar ações por parte do Governo do Estado que garanta a resolução de todos esses problemas”, destacou Camila.

Sobre a ONG

Amigos do Peito foi criado em 2001 e idealizada com o objetivo de promover um suporte emocional às mulheres acometidas por câncer de mama. Em Outubro de 2011, motivados pelo Movimento Mundial de Combate ao Câncer de Mama, denominado Outubro Rosa, a ONG contatou o Governo da Paraíba, para expor a grande problemática enfrentada pela população feminina paraibana, com altas taxas de mortalidade resultantes de diagnósticos tardios, além de alertar para a qualidade sofrível das mamografias oferecidas pelo SUS. Todos os anos, a organização lança a campanha do Outubro Rosa para chamar atenção para o problema e arrecadar recursos para combater a doença.

Como doar

A ONG Amigos do Peito – CNPJ 08.101.673/0001-40 – Banco Sicredi (748) – Agência 2201 – c/c 71074-1 – Pix: (83)993154386. Após fazer a doação, entre em contato com a ONG para liberação do Selo Amigos do Peito.

Serviço

Para mais informações sobre o Selo Amigos do Peito ou formas de colaborar com a ONG entre em contato através do telefone 83-988984970 ou nas nossas redes sociais @ongamigosdopeito e /amigosdopeitoPB.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − 7 =

Publicidade
Publicidade

Notícias relacionadas

Política

O governador João Azevêdo recebeu, nesta quinta-feira (23), em João Pessoa, o embaixador de Portugal no Brasil, Luís Felipe Faro, ocasião em que apresentou...

Política

As principais regras para as Eleições municipais deste ano serão abordadas no Workshop Eleições 2024, que será realizado no próximo dia 28 de maio,...

Política

O Tribunal de Contas do Estado vai criar um grupo de trabalho para analisar os indicadores do Estado em relação ao alto índice de...

Política

O governador João Azevêdo anunciou a antecipação do pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário para todos os servidores públicos estaduais, que será...

Copyright © 2023 Feito com JS Dev.