Comissão Nacional de Arte, Cultura e Literatura da Abracrim recebe o nome de Ronaldo Cunha Lima – André Gomes
Siga nas redes sociais

Política

Comissão Nacional de Arte, Cultura e Literatura da Abracrim recebe o nome de Ronaldo Cunha Lima

A Associação Brasileira de Advogados Criminalistas (Abracrim) criou a Comissão Nacional de Arte, Cultura e Literatura Poeta Ronaldo Cunha Lima. O lançamento aconteceu durante a ‘Quinta Criminal’, realizada na última quinta-feira (18), data em que o homenageado completaria 85 anos.

Organizador do evento, o presidente nacional em exercício da Abracrim, Sheyner Asfóra relembrou a trajetória do político. “O poeta Ronaldo Cunha Lima produziu uma valiosa obra literária e nos deixou um legado poético que a todos encanta pela beleza da sua poesia, além de ter sido um destacado jurista como promotor de justiça e advogado. Fez muito pelo direito e pela cultura”, disse.

Presidente da Comissão, a advogada Ezilda Melo ressaltou que o nome do advogado, ex-governador da Paraíba e poeta Ronaldo Cunha Lima foi escolhido porque, em vida, além de valorizar os artistas e a cultura, ele representou o diálogo entre o Jurídico e o Artístico. “Em 1955, recém formado, consagrou-se com uma petição-poema intitulada “Habeas Pinho” onde ele requereu a liberação de um violão. Nessa peça jurídica conciliou, na prática, conhecimentos técnicos jurídicos num formato poético, trazendo inovação e criatividade, qualidades profissionais atemporais, ao requerer a liberação de um violão”, destacou.

Filho do poeta Ronaldo Cunha Lima, o ex-senador e ex-governador da Paraíba, Cássio Cunha Lima, também participou do encontro e agradeceu a Abracrim e ao presidente nacional da instituição, Sheyner Asfóra, pelo tributo, considerando ter sido um grande gesto de sensibilidade e reconhecimento à vida e obra literária do pelo seu honrado pai. “São nessas ocasiões que fico com a certeza que poetas não morrem”, disse finalizando o seu agradecimento.

A Comissão fundada pela entidade terá como defesa a valorização cultural e artística brasileira, reunindo profissionais que valorizam a Arte, a Cultura e a Literatura de todos os estados do país. Ezilda ressalta que garantir a expressão cultural de seu povo faz parte do exercício do Direito, além de possibilitar a reflexão, ensinamentos e aprendizados, gerando uma sociedade mais igualitária.  “Precisamos reconhecer a importância social da arte enquanto modo de conquista de direitos”, avalia.

Quinta Criminal

O evento reuniu diversos artistas nordestinos, entre eles Oliveira de Panelas, Jessier Quirino, Onaldo Queiroga, Mírian Monte, Nonato Neto, Niedson Lua, além dos advogados criminalistas como Sheyner Asfora, Rafael Vilhena, Kakay e mais tantos outros poetas e criminalistas que se reuniram para falar de direito e homenagear a arte apontando suas familiaridades com o mundo jurídico.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade

Notícias relacionadas

Política

A Prefeitura de João Pessoa retoma a vacinação da segunda dose contra a Covid-19, nesta segunda-feira (21), para pessoas que já atingiram o prazo...

Política

Em postagem feita agora há pouco no Twitter, o governador João Azevêdo (Cidadania) afirma ser falsa a informação de que as estradas durante o...

Política

A Paraíba recebeu neste domingo (20) mais 129.250 doses da vacina Astrazeneca que serão distribuídas com os 223 municípios para avanço no processo de...

Política

Os animais de estimação estão presentes em uma quantidade considerável de lares brasileiros. De acordo com dados da Pesquisa Nacional de Saúde do Instituto...

Copyright © 2020 js freelas.