“Quem compra terra, não erra”: entenda porque investir em imóveis vale a pena – André Gomes
Siga nas redes sociais

Negócios

“Quem compra terra, não erra”: entenda porque investir em imóveis vale a pena

Há um ditado que diz: “quem compra terra, não erra”. Modalidade muito querida pelos brasileiros, o investimento em imóveis continua crescendo, quando o assunto é a aplicação de recursos.  Mas, afinal, investir em imóveis vale a pena? Especialistas dizem que sim, porém alertam que a questão principal é entender como fazer isso de modo assertivo e como encontrar os melhores locais para essa finalidade. A capital paraibana, João Pessoa, vem ganhando destaque no Nordeste como um dos lugares que mais vale a pena investir quando o assunto é imóvel.

Thiago Miranda, especialista em finanças, explica que o imóvel pode ser um excelente ativo na composição do patrimônio de uma pessoa, devido ao seu baixo risco e potencial de retorno elevado. “No entanto, a orientação de um bom profissional é essencial para que essa compra seja bem feita. Não é qualquer imóvel nem qualquer localização.  Muitas vezes é preciso acertar o ‘timing’”, comentou.

Para ele, João Pessoa é um excelente exemplo disso. A capital paraibana, foi a segunda capital do Nordeste em que o metro quadrado mais subiu em 2023, segundo o Índice FipeZAP. “Se olharmos bairros como Altiplano, Bessa, por exemplo, a valorização foi ainda mais surpreendente”, afirmou.

Ele conta que os ativos imobiliários reúnem uma série de fatores que atraem a grande maioria dos investidores brasileiros, por ser considerada uma modalidade segura, com certa proteção diante de crises, inflação e que podem servir como uma boa renda constante. “É uma importante opção para os perfis mais conservadores”, pontuou.

João Pessoa: a bola vez

Apontada por especialistas das mais variadas áreas como a “bola da vez” no turismo, no setor de investimentos, no comércio de bens e serviços, a capital da Paraíba tem se preparado para esse novo momento, com um crescimento sustentável do mercado imobiliário.

Bairros como Manaíra, Tambaú e Bessa/Jardim Oceania, além das praias de Camboinha e Ponta de Campina na cidade vizinha, Cabedelo, são as áreas que vêm obtendo uma maior verticalização e recebendo mais investimentos em infraestrutura urbana.

Imóveis à beira mar, como o Garden Haus e o Beach Haus, da construtora Galvão Amorim estão sendo construídos na Avenida João Maurício, no trecho do Jardim Oceania, e se caracterizam como promissores imóveis para quem deseja morar ou investir. Ambos estão localizados a poucos metros dos principais shoppings e estabelecimentos comerciais de João Pessoa.

“São imóveis que atendem as expectativas de quem busca o que João Pessoa tem de diferencial: unem o descanso de uma cidade praiana de clima agradável e vida tranquila, com as facilidades urbanas de uma Capital”, explicou o CEO Victor Amorim.

Eles possuem apartamentos do tipo studios e beach houses de 18,80m² a 119,66m², com opções de facilidades e espaços de lazer que fazem a diferença, a exemplo de lavanderia, mini-mercado, estação de trabalho, academia, espaços gourmet, piscina e espaço kids, sem contar com recarga para veículos elétricos, bicicletas compartilhadas e fechaduras eletrônicas.

Victor Amorim ressalta que a Galvão Amorim  disponibiliza especialistas que orientam os corretores parceiros e os clientes sobre qual o melhor momento de compra do imóvel, fundamentada na sua valorização. “Um exemplo é o empreendimento The Haus Resort & Residence, que será entregue no próximo ano. Os clientes já obtiveram uma valorização estimada em R$30 milhões em seus apartamentos”, revelou.

Dados

Balanço divulgado pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) no mês de maio, mostrou que o volume total de investimentos no ano passado teve um crescimento de 11,7% em relação a 2021.  Os títulos e valores imobiliários se destacaram, totalizando R$ 2,4 trilhões em aportes, uma alta de 25,8% em relação ao fechamento de 2021. A participação desse tipo de investimento no mercado subiu de 42% para 47%.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito + 4 =

Publicidade
Publicidade

Notícias relacionadas

Negócios

Se antes da pandemia da covid-19, o conceito de lazer tinha mais relação com espaços fechados e com muitas pessoas, a tendência se modificou...

Negócios

Rica, diversa e vibrante: a cultura nordestina carrega uma série de características que a tornam única e tem como um de seus maiores representantes...

Negócios

Quem mora além dessa distância, também percebeu impacto positivo na saúde: em distâncias maiores, a melhora foi de até 18%. Antes um lugar de...

Negócios

Prédios bonitos e cheios de estrutura estão longe de ser a única função da arquitetura. Cada vez mais, funcionalidade, sustentabilidade e gentileza urbana estão...

Copyright © 2023 Feito com JS Dev.